terça-feira, 26 de outubro de 2010

Indiferença


Talvez eu morra de tristeza sem você. Mas talvez eu cresça e perceba que você não é tudo aquilo que eu imaginava.